TRX (Total-body Resistance Exercise)

Antítese ambulante-eu

Quando estou em casa e penso em me arrumar para ir à multifuncional, vou confessar… enrolo…

Na verdade o maior empecilho é arrumar a mochila e me vestir para a academia. Uma espécie de preguiça justificante começa martelar minha cabeça… não vai dar tempo…está chovendo (desculpa para não sair de casa) está fazendo sol (desculpa para só querer ir à piscina) a mochila vai voltar pesada (se eu estiver a pé), não posso esquecer a toalha (motivo que impede o acesso), enfim…. sou boa na auto sabotagem.

Como amo a piscina, vou, geralmente, com o maiô por baixo.

Depois do treino, tomo uma ducha completa. Aí mais um trabalhão, guardar as roupas usadas, o tênis, e pegar a saída de piscina, o chinelo, deixar o celular e ir nadar.

Como a musculação e o alongamento são doloridos, antes de qualquer treino, entro na piscina e fico boiando, olhando para o céu. Pode seja de dia ou de noite, agradeço, nesse momento, o privilégio de estar ali. Porque eu realmente me sinto privilegiada. Invariavelmente me lembro da Luciana Itapema, minha professora e hoje, amiga, que me ensinou a nadar. Agradeço nesse momento, também a ela, por ela, sempre!

Apesar da minha enrolação, no entanto, quando estou na academia eu gosto… antítese ambulante…

Gosto de todos os profissionais que acompanham os meus treinos, mas tenho que admitir que o Marcel Menezes entende bem o que eu quero e preciso e, me apresentou ao equipamento chamado TRX (Total-body Resistance Exercise, que significa justamente “exercício de resistência do corpo inteiro”).

No dia seguinte da primeira vez que fiz agachamentos fazendo no trx , descobri alguns músculos que estavam totalmente hibernados… hoje ele me passou mais dois para os braços, que, na verdade, mexem até com os fios de cabelo… num deles, meu tico e teco não se entenderam ainda.

Mas é isso. Depois fiz uma ótima aula de alongamento com o Marcos portuga e me arrependi não ter, ao menos levado a mochila com maiô e acessórios, porque deu piscina… buá…

Aqui algumas explicações: http://revistadonna.clicrbs.com.br/saude/fitness-tudo-sobre-o-trx/

Anúncios

Presentes personalizados

Minha mãe tinha uma amiga chamada Aninha. Particularmente, não me lembro dela, mas me lembro que era muito querida lá em casa.

Aninha pintava porcelana e presenteou-nos ( os três filhos de Lilia) com o conjunto de pratos e xícara. Este mês desembalei, lavai e fotografei para publicar aqui.

Talvez Ana Mercedes minha tia, saiba detalhes sobre ela…

Prato raso, e eu acho que sou eu e Thais.

Ganhei no meu aniversário de 5( cinco!) anos…

IMG_3899

Aqui, eu sozinha, penso…IMG_3898

O conjunto. Não sei onde estão meus talheres de prata… Não era fraca não…rs

Thais, cadê os seus?

IMG_3897

 

 

 

 

Desafio WOD Brasil 2016

Um quadrado, geralmente. Inúmeras possibilidades. Prazer nas pequenas coisas.

Isa Klein, a desafiadora.

Aqui, minhas respostas. Alguns chavões parecem forçados, mas, para mim, não aqui. “O importante é competir”.

Sentimentos e suas inspirações, traduzidas por um pedaço de papel dobrado. 

ALEGRIA


AMIZADE


ORGULHO


TRANQUILIDADE 


DESAFIO 


SAUDADE


RAIVA


GRATIDÃO 


AMOR

Dando uma geral 

Gosto de ter ferramentas para tudo. O único problema é que você não tem desculpa para não fazer o que precisa….Faz um tempinho, comprei um grampeador para artesanato. A primeira utilização foi colocar tecido na tábua de passar roupas. Era novinha, mas o tecido muito feio e fininho.

Esta semana rasgou um pedaço. Fiz a reforma em menos de 15 minutos. Coloquei embaixo um pedaço de acoplado para acolchoar um pouco mais. Fiz também a capinha para a tábua para passar mangas.

Voilá!

Desejos

Essa bolsinha  de pulso para levar o crochê é um dos meus bibelôs.


Vou me esquematizar e fazer uma maior para o tricô.

Aqui o pap.

O forro, uni o molde no recorte e cortei inteiro, com o tecido dobrado na linha do fundo. Fiz em algodão cru, fininho. Não tirei foto….

Separei o molde, cortando a 4cm do final. Pode ser qualquer medida. Cortei o tecido do fundo, dobrado no meio, portanto, com 8 cm + 1 de costura.



Uni as partes da frente e passei uma costura zig zag sobre a costura, para unir e enfeitar.


Costurei as laterais retas da frente e do forro.

Coloquei um dentro da outra, para costurar as laterais curvas de cada lado. Revirei, pespontei e uni as alças.


Preguei meu botão de identificação

Alfineteiro/Pincushion

Faz tempo. Uns 5 anos… Que eu quero fazer um alfineteiro com uma xícara de chá do aparelho inglês que foi da Tia Lourdes. Ela me deu tudo quando se desfez da sua casa e foi morar aqui: Solar Ville Garaude
Como está com a asa quebrada eu guardei no armarinho dos projetos futuros….

Ela é linda.


Um círculo da medida do pires. O tecido, está aqui faz tempo também.


Alinhavar como para um fuxico.


Fui na lixeirinhas da máquina e peguei uns fiapinhos, linhas, mantinha, para uma caminha pro fuxico não afundar. Fixei com cola quente.


A manta deve ser colocada aos poucos, para arredondar o máximo possível para não deixar rugas em cima. Fixei também com cola quente.


O pires, para compor o conjunto.


Colei a xícara no pires com cola quente. Como a asinha está quebrada, fixei dois botões com meu nome, para personalizar e proteger.  Voilá!  Fazendo,pose com minha garrafinha de restinhos de linhas e outros fiapos.