_*Por que rezar?*_ Nizan Guanaes

Texto espetacular de Nizan Guanaes, renomado e brilhante publicitário brasileiro e empresário na área de Comunicação.

_"Inspirado por Abilio Diniz e pelo meu personal trainer, comecei a rezar todas as manhãs. Leio os jornais e depois rezo._

_No início, foi como começar a correr e fazer exercícios, uma decisão intelectual, um gesto de disciplina, que você faz por obrigação e pouco prazer._

_Mas, aos poucos, aquilo foi virando um oásis neste momento atribulado que, como qualquer empresário brasileiro, eu vivo._

_Esta é uma crise brava, em que você tem que fazer sacrifícios para salvar o todo e vencer a crise. Um momento duro, de decisões duras, mas decisões necessárias e inadiáveis._

_Neste momento, é preciso pedir a sabedoria que o jovem Salomão pediu a Deus. A sabedoria que David, o estadista, pediu tanto a Deus._

_Só mesmo Deus vai nos dar, por meio de seu Espírito Santo, as virtudes que não temos. No meu caso, por exemplo: paciência, sabedoria, parcimônia._

_David diz nos seus lindos Salmos que o Senhor salva o homem e a besta. Tem uma besta no homem. E, se deixar a besta solta numa crise como essa, a besta desembesta._

_Não rezo para ser santo. Rezo para ser homem, para ser humano. No sentido divino dessa palavra: ser um líder humano, um profissional humano, um marido humano, um pai humano._

_Humano como Francisco, o Papa, que ao escolher seu nome já apontou o caminho. Que em dois anos tirou a Igreja Católica do intramuros do Vaticano e a trouxe de volta aos homens e às mulheres do mundo todo e de todas as fés._

_Minha amiga Arianna Huffington, uma das empresárias e mulheres mais interessantes destes tempos modernos, me ensinou a prestar mais atenção em meditação em seu novo livro, “A Terceira Métrica”, publicado no Brasil pela editora Sextante._

_Nos Estados Unidos, só se fala em “mindfulness”, em meditação. Até no Massachusetts Institute of Technology, o famoso MIT, meca mundial da tecnologia, se fala disso._

_Roberto Zeballos, que é um dos médicos mais modernos do Brasil, fala muito em meditação._

_Rezar é meditar. E fortalece muito o empresário. É bom para quem tem fé, é bom para quem quer ter fé, é bom para quem quer ter paz, é bom para quem quer ter foco e discernimento._

_Quando você reza ou medita, você foca, concentra, reúne forças, toma o controle da sua vida. Você toma o controle da besta, como a inveja, a usura, o olho gordo, a pequenez, o medo e os instintos animais que existem em cada um de nós._

_Sem a oração e a meditação a gente desembesta a fumar, a beber, a tomar Rivotril. Desembesta a sofrer e a passar as noites acordado. Desembesta a pensar com o fígado em vez de pensar com a cabeça, com o coração e com a alma._

_A besta é uma má pessoa e um péssimo empresário. Rezar é o meu antídoto contra ela._

_A oração torna todo dia o dia 25 de dezembro. Por meio da oração nasce a cada dia um menino Jesus em nós. Rezar é um Natal na alma!_

_Acreditar em Deus evita que a gente se ache Deus. E evita que a gente seja movido pela besta que está no homem._

_É por isso que, a cada manhã e a cada noite, eu rezo. Não para ser santo, como disse, mas para não ser besta. Para ser homem._

(Nizan Guanaes)

Desafio WOD Brasil 2016

Um quadrado, geralmente. Inúmeras possibilidades. Prazer nas pequenas coisas.

Isa Klein, a desafiadora.

Aqui, minhas respostas. Alguns chavões parecem forçados, mas, para mim, não aqui. “O importante é competir”.

Sentimentos e suas inspirações, traduzidas por um pedaço de papel dobrado. 

ALEGRIA


AMIZADE


ORGULHO


TRANQUILIDADE 


DESAFIO 


SAUDADE


RAIVA


GRATIDÃO 


AMOR

Crowdfunding ou, financiamento coletivo. 

Não, não é mensal.

A REVO Coffee.Co , (REVO Coffee.co) está prontinha para iniciar seu destino.
Só falta um pouquinho. Até hoje, já conseguimos 71% do capital necessário, com 136 benfeitores)

A reforma da casa, as adaptações necessárias e obrigatórias, prontas.

Alvará de funcionamento, tudo regularizado para colocarem as mãos na massa.

Sob a plataforma benfeitoria.com, (https://www.facebook.com/benfeitoria/?ref=ts&fref=ts) responsável pelo projeto e realização do financiamento coletivo, o chamado crowdfunding, a REVO submeteu seu projeto, lembrando que para que esse financiamento seja aprovado e trabalhado pela plataforma, obrigatório ter como um dos pilares da proposta, o bem social para poder ser aceita e lançada. E a REVO Coffee.Co tem como objetivo a torrefação de café orgânico, produzido por pequenos produtores, para venda direta para o consumidor.

Tenho compartilhado a idéia do financiamento, desde seu lançamento. Conheço os revolucionários, o local, já provei vários cafés, de várias torras. Já contribuí.

Pensei que fosse mais persuasiva, mas descobri que não sou. Ao menos falando, não sou.

Então resolvi escrever, quem sabe assim coloco em linhas pontuais o que significa a REVO Coffee.Co, o que é afinal o tal de crowdfunding.

Ja participei de crowdfunding cujo objetivo foi alcançado, ou seja, o financiamento do livro de fotografias, O melhor de Santos, cujo conteúdo, as melhores fotos de Santos, por seus melhores fotógrafos. E, com ele, entendi o funcionamento, participei, o projeto deu certo, recebi minha recompensa. Tenho o livro.


Já participei de um Crowdfunding que não saiu, a gravação de um CD, porque não conseguiu atingir o valor necessário. Recebi meu dinheiro de volta.

Desta forma, como ajudei e vi resultados e não existe prejuízo, fico ansiosa por não conseguir sensibilizar os meus amigos e conhecidos, motivando-os para se entusiasmarem e investirem no projeto aqui apresentado.

O financiamento coletivo é uma modalidade nova. Como toda coisa nova ela pode não inspirar confiança e não tomamos a atitude esperada.

Pode ser pelo receio de usar cartão de crédito na internet, receio de estar no centro de uma enganação, receio de entrarmos numa furada e deixamos pra lá.

O fato de deixar pra lá tem várias conotações também:

“eu não quero perder tempo lendo”

“não quero usar o meu dinheiro num projeto que não tem nada comigo.”

“Não gosto ou não tomo café…”

“porque eu tenho que dar dinheiro, se ninguém me ajuda quando eu preciso ?”

“Eu pago minhas contas sozinho, quando eu preciso de dinheiro eu vou ao banco.”

” Eu não uso cartão de crédito”

“eu peço pra minha família, para meus parentes ricos, pro meu sogro….”

“alguém quer montar um negócio bate a minha porta, pedindo meu dinheiro ?  Tenha a santa paciência! ”

Bom, em primeira análise acho que esse é o pensamento de quem é convidado, convocado. É compreensível também.

Mas, vou dizer pra vocês, à partir de quem está aguardando esse dinheiro pra seguir a sua vida:

Financiamento coletivo segue as exigências, cronograma, etapas estabelecidas previamente pelo site, que monta a estrutura para se arrecadar o dinheiro necessário para se conseguir o objetivo, dando-lhe credibilidade.

Neste caso, a compra do café orgânico, diretamente do pequeno produtor e sua venda diretamente ao consumidor.

A compra da matéria-prima, o café orgânico é o que falta para que a REVO Coffee.Co possa trabalhar.

Não se trata de um sonho infantil, sem estudo, sem preparo.

Quatro jovens preocupados com alimentação saúde bem-estar e trabalho estão mobilizados para apresentar para a população santista, o primeiro café orgânico torrado e vendido aqui na baixada, diretamente do produtor.

O que me espanta é que o projeto não atingiu, ainda, s.m.j., as pessoas com a vitalidade que ele tem. Causa um certo desânimo, ver o que cada um de nós tem mais de 1000 amigos que podem, tenho certeza, dispor de ao menos R$15 para que o projeto saia do papel e se transforme em realidade, mas isso não acontece….

Várias perguntas que são feitas nesses projetos demonstram que não estão ainda familiarizados com essa modalidade, então por ordem:

Nao. não é mensal.

O valor que você se dispuser a contribuir, vai de R$15,00, à R$ 4500,00.

Para todo valor, existe sua recompensa, que está perfeitamente descrita e detalhada ao lado de cada sugestão.

Por exemplo, no valor de R$ 45,00 a recompensa consiste em uma caneca design exclusivo Revo, workshop on-line, grupo exclusivo do facebook. E assim, progressivamente entre valores e recompensas, (60,00, 80,00, 90,00 etc..) A contribuição é uma vez só, não impedindo que aquele que já contribuiu de investir outra vez se, e, quando tiver disponibilidade financeira. A REVO está aberta para ser conhecida, conforme várias chamadas no facebook, para degustação do café torrado e distribuído ali. A contribuição efetuada por meio de cartão de crédito, facilita a vida de quem está contribuindo. O site é seguro e o  uso dos cartões de crédito, em sites da internet, são viáveis e possíveis. Os que tiverem receio de utilizar o cartão de crédito podem de alguma maneira entrar em contato pra fazer esse investimento de outra forma que melhor lhes convier. A contribuição menor, é de  R$ 15,00, e não paga um hambúrguer do McDonald’s.

Ninguém deve se sentir obrigado a contribuir é óbvio, mas poderiam conhecer a REVO e se entusiasmar como eu e, batalhar novos investidores. Quem sabe não existem outros projetos precisando de um crowdfunding?

Como em toda situação humana, bastaria um exercício simples que é se colocar no lugar do outro. E se fosse meu filho querendo apenas trabalhar? É trabalho. Não é passeio.

Então queria que, quem chegou até aqui, conforme os textos do Facebook , que entrasse no site da REVO, que lesse, que se motivasse e contribuísse para que o projeto dos quatro saia do papel. Não é necessário investir mais do que aqueles R$15,00. Compartilhe. Falta pouco.

Dando uma geral 

Gosto de ter ferramentas para tudo. O único problema é que você não tem desculpa para não fazer o que precisa….Faz um tempinho, comprei um grampeador para artesanato. A primeira utilização foi colocar tecido na tábua de passar roupas. Era novinha, mas o tecido muito feio e fininho.

Esta semana rasgou um pedaço. Fiz a reforma em menos de 15 minutos. Coloquei embaixo um pedaço de acoplado para acolchoar um pouco mais. Fiz também a capinha para a tábua para passar mangas.

Voilá!

Desejos

Essa bolsinha  de pulso para levar o crochê é um dos meus bibelôs.


Vou me esquematizar e fazer uma maior para o tricô.

Aqui o pap.

O forro, uni o molde no recorte e cortei inteiro, com o tecido dobrado na linha do fundo. Fiz em algodão cru, fininho. Não tirei foto….

Separei o molde, cortando a 4cm do final. Pode ser qualquer medida. Cortei o tecido do fundo, dobrado no meio, portanto, com 8 cm + 1 de costura.



Uni as partes da frente e passei uma costura zig zag sobre a costura, para unir e enfeitar.


Costurei as laterais retas da frente e do forro.

Coloquei um dentro da outra, para costurar as laterais curvas de cada lado. Revirei, pespontei e uni as alças.


Preguei meu botão de identificação

Alfineteiro/Pincushion

Faz tempo. Uns 5 anos… Que eu quero fazer um alfineteiro com uma xícara de chá do aparelho inglês que foi da Tia Lourdes. Ela me deu tudo quando se desfez da sua casa e foi morar aqui: Solar Ville Garaude
Como está com a asa quebrada eu guardei no armarinho dos projetos futuros….

Ela é linda.


Um círculo da medida do pires. O tecido, está aqui faz tempo também.


Alinhavar como para um fuxico.


Fui na lixeirinhas da máquina e peguei uns fiapinhos, linhas, mantinha, para uma caminha pro fuxico não afundar. Fixei com cola quente.


A manta deve ser colocada aos poucos, para arredondar o máximo possível para não deixar rugas em cima. Fixei também com cola quente.


O pires, para compor o conjunto.


Colei a xícara no pires com cola quente. Como a asinha está quebrada, fixei dois botões com meu nome, para personalizar e proteger.  Voilá!  Fazendo,pose com minha garrafinha de restinhos de linhas e outros fiapos.